Revista AdNormas – A certificação de armas no Brasil

Hayrton Rodrigues do Prado Filho – 

Segundo dados da Polícia Federal, foram registradas 179.771 novas armas em 2020, um aumento de 91% ante o registrado em 2019 (94.064), ano em que já havia ocorrido uma forte alta (84%). É o maior patamar da série disponibilizada pela instituição, que começa em 2009. Assim, o resultado dos dois primeiros anos do governo Bolsonaro (273.835) representa um aumento de 183% em relação ao total de novos registros de armas de fogo em 2018 e 2017 (96.512), cumprindo com a sua promessa de campanha. O armamento adquirido pelos caçadores, atiradores e colecionadores (CAC), pelas forças de segurança, como Polícia Militar e Polícia Civil, são registradas no Exército e não entram nas estatísticas da PF.

Mas, isso não é só no Brasil, pois, nos USA, a cada mês novos recordes vêm sendo batidos, de acordo com o índice de intenção de compra de armas, medido pelo Adjusted NICS – National Instant Criminal Background System Checks. Foram 3.442.777 verificações de antecedentes feita pelo FBI em fevereiro de 2021, contra 2.802.467 no mesmo mês de 2020. No primeiro bimestre, foram 7.760.581 neste ano, contra 6….



Comprar armas e munições



Suporte via whatsapp!