Primos são denunciados pelo tráfico de 47,2 quilos de maconha e cigarros“>cigarros – Capital

Denunciante descreveu os carros usados por jovens de 21 e 17 anos e onde estariam

Laudo pericial da Denar constatou que maconha estava sendo levada nos sacos plásticos (Foto/Reprodução)

Dois rapazes de 21 e 17 anos foram flagrados com 47,2 quilos de maconha e 150 pacotes de cigarros“>cigarros contrabandeados ontem, no cruzamento da rua Verdes Mares com avenida Günter Hans. O flagrante aconteceu depois de denúncia anônima que apontava todas as características dos carros usados por eles, que são primos.

O caso foi registrado ontem à tarde na Depac/Cepol (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Segundo relato da equipe da PM (Polícia Militar), eles receberam denúncia anônima de que dois veículos de cor cinza vinham da BR-060 para Campo Grande e já estavam próximos do perímetro urbano. O denunciante disse que o Condutor do Polo Sedan fazia função de batedor para Uno que seguia atrás transportando drogas e que um dos ocupantes estava armado co pistola Glock.

Policiais da Rotac-10 fizeram o trajeto e encontraram o Polo parado no cruzamento da rua Verdes Mares com a avenida Günter Hans, no Jardim Tarumã.

No carro, estavam Lucas Barbosa Ribeiro e o adolescente de 17 anos. Próximo deles estava o Uno com as características passadas pelo denunciante e a chave do carro estava no bolso do adolescente.

Os policiais abriram o veículo e encontraram 47,2 quilos de maconha em saco plástico preto e rádio transmissor.No carro conduzido por Lucas também havia rádio idêntico ao outro e na mesma frequência. Também foram apreendidos 150 pacotes de cigarros“>cigarros de origem estrangeira.

Durante a abordagem, Lucas confessou que tinha arma em casa, em Sidrolândia, onde mora com avó, tios e irmãos.

Os policiais foram até o município e encontraram no quarto do adolescente uma cápsula deflagrada de munição calibre 32 e, na parte superio do guarda-roupas, R$ 1 mil em 5 notas de R$ 200 falsas. O rapaz disse que comprou de desconhecido por R$ 150.

No quarto de Lucas, os policias encontaram pistola 9 mm, de uso restrito, da marca Glock, carregada com oito munições. A arma estava escondia entre os colchões.

Embaixo do sofá da sala, os militares encontraram 26 porções de maconha que totalizaram 135 gramas.

Em depoimento à Polícia Civil, o adolescente disse trabalha como lavador de carro, mas está desempregado há dois meses e morava na mesma casa que o primo, juntamente com avó e tios. Sobre o flagrante, preferiu manter-se em silêncio.

Lucas Ribeiro disse que é jardineiro, mas está desempregado. O rapaz disse que ele conduzia o Polo Sedan e o adolescente estava no Uno e eles não sabiam que o veículo estava carregado com drogas. Ele admitiu apenas o transporte dos cigarros“>cigarros contrabandeados, que pretendia revender em Campo Grande.

Sobre o que foi encontrado na casa, disse que ouvi quando o primo admitiu ser responsável pela arma, dinheiro e munição. Não consta nada sobre as porções de maconha escondias no sofá.

Inicialmente, o jardineiro foi indiciado por corrupção de menores, posse irregular de arma de fogo, tráfico de drogas

Na audiência de custódia, a defesa manifestou a transferência do flagrante de Lucas Ribeiro para a Justiça Federal, já que no carro conduzido por ele foi encontrado material contrabandeado. Pediu a conversão do flagrante em liberdade.

O juiz Valter Tadeu Carvalho, no entanto, converteu o flagrante em prisão preventiva. Foi considerado que o rapaz responde ação penal por contrabando, em delito praticado em outubro de 2020 e não comprovou trabalho ou renda fixa.

Não consta informação sobre a manutenção da apreensão do adolescente.



Comprar armas e munições



Suporte via whatsapp!


Publicidade

Tabesa CDD Brasil