Nossas Pasárgadas | ana-miranda | OPOVO+

2205anaMIRANDA
2205anaMIRANDA

Tenho ouvido pessoas falando em ir embora do Brasil. “Aqui eu não sou feliz”, “triste de não ter jeito”… Não aguentam mais o que está acontecendo: “Comprar uma arma, educar sem escola, comer veneno, caçar animais, cortar árvores, exterminar minorias, viver sem as artes”, mentalidade tenebrosa que tenta imperar.

Desoladas, sem esperança, impacientes, irritadas, revoltadas, muitas pessoas querem arrumar as malas e partir. Umas para Portugal, nosso país irmão, ou pai, que deu uma reviravolta e está maravilhoso. Outras querem ir para a França, Inglaterra, Austrália, Canadá… Mas esses países nem nos deixam entrar.

Um dos poucos que aceitam brasileiros é a Costa Rica. Beleza de país! Lá eles acabaram com as Forças Armadas, sabiam que precisavam mais de educação que de soldados. Foi a colônia mais pobre e miserável da América espanhola e desenvolveu-se como a sociedade mais igualitária das vizinhanças, sem opressão para mestiços e indígenas. Dedicou décadas a reformas sociais, à abertura política. É um dos países que mais cuidam da natureza, uma “democracia verde”: usa fontes limpas de energia, começou a reverter o desmatamento em 1990, preserva seus bosques de ébano, balsa, caroba, cedro, carvalho, de manglares, helechos, guácimos, ceibas, palmas. Tem mais de mil espécies de orquídeas. Quase metade do país é coberta de selvas, muito disso é protegido. Tem a maior variedade de flora e fauna da América Central. Suçuaranas, onças-pintadas, veados, macacos, coiotes, tatus abundam e quase mil espécies de aves, como quetzal, jilguero; umas duzentas de mamíferos, outras tantas de anfíbios, répteis, peixes de água doce… Que paraíso!

A Costa Rica é proibida por lei de participar de conflitos armados, aprovou a Lei de Proclamação da Paz como Direito Humano e da Costa Rica como País Neutro. As escolas são obrigadas a ensinar a cultura da paz. Para lá foram muitas organizações mundiais de direitos humanos. A política externa da Costa Rica tem como meta o desenvolvimento sustentável para estabilidade e crescimento. Um exemplo.

Leia também | Confira mais crônicas de Flávio Paiva, exclusivas para leitores do Vida&Arte

É o segundo melhor lugar para você viajar, na América Latina. O turismo cria mais riquezas que sua exportação de bananas, abacaxis e café juntos. País altamente evoluído, harmoniza tecnologia com economia sustentável, sociedade justa com enriquecimento sem destruir o meio-ambiente. Está entre os dez melhores destinos para o Viajante Ético, com a maior pontuação em proteção ambiental. Por duas vezes teve o primeiro lugar no Índice do Planeta Feliz, que mede a saúde e o bem-estar, maiores que os de muitas nações ricas. Tem uma imensa esperança de vida, a segunda mais alta das Américas.

Costa Rica se tornou uma Pasárgada mundial. Mas não vamos fugir para lá. O problema de ir embora é que a tristeza vai conosco. E a tristeza piora quando não ficamos para lutar para que nossa Pasárgada seja onde temos o chão das nossas origens, com nossa língua, nossos velhos amigos, parentes, as histórias que a nossa babá nos contava, perfumes, sabores, sons, e deitamos na beira do rio, chamamos a mãe-d’água. A nossa Pasárgada pode ser o Brasil.




Comprar armas e munições



Suporte via whatsapp!