Com o slogan ‘#Euautorizo’, apoiadores de Bolsonaro vão às ruas neste sábado | Manaus | A Crítica | Amazônia – Amazonas

Na semana em que o Brasil superou a triste marca de 400 mil mortos pela Covid-19 e avança lentamente no processo de  vacinação em todo país, bolsonaristas de Manaus convocaram uma mobilização em apoio ao presidente

Na semana em que o Brasil superou a triste marca de 400 mil mortos pela Covid-19 e avança lentamente no processo de  vacinação em todo país, bolsonaristas de Manaus convocaram para este sábado (1º), às 15h, na Avenida das Torres uma mobilização de apoio ao Presidente Jair Bolsonaro e às ideologias políticas defendidas pelo Governo Federal #Euautorizo, convocada pelas redes sociais.

Na carreata organizada pelo movimento Direita Amazonas,  os simpatizantes do governo  Bolsonaro pretende “quebrar as narrativas que falam que o PR não fez nada nessa Pandemia”, conforme informou o Presidente do Movimento Direita Amazonas, Silvio Rodrigues.

A expectativa é reunir cerca de 2,5 mil carros, segundo a coordenação também provenientes municípios de Manacapuru, Careiro castanho, Humaitá, Manicoré e Tefé. Além das pautas contrárias a interferência do Supremo Tribunal Federal no executivo e legislativo, perseguição a Igrejas e se posicionando a favor do porte de armas, do voto impresso e, claro, pela reeleição do presidente Bolsonaro, o movimento contesta as representações da CPI da Pandemia. “Não somos contra a CPI, somos contra os representantes na CPI, como Renan Calheiros, Omar Aziz, Humberto Costa e etc. Esses caras que sabemos muito bem o histórico deles, envolvidos em escândalos de verba pública”, acusou Silvio

Convocado em plena pandemia e durante o período de crescimento de casos de Covid-19 no Brasil, os coordenadores do movimento garantem que estão orientando os participantes sobre as medidas de segurança para evitar o contágio pelo Coronavírus. “Foi divulgado para todos levarem seu kit individual como álcool em gel e máscaras. E permanece em seus carros, mantendo-se o distanciamento.

Pandemia

Mas, perante o negacionismo que o Governo Federal imprime sobre o avanço da pandemia no país, fato destacado, inclusive, pelo Parlamento Europeu, que discutiu as ações e responsabilidades do governo federal sobre pandemia em um país que faz parte da América Latina, os bolsonaristas parecem estar mais preocupados em lutar pela reeleição do presidente do que se manter vivos, ao provocar aglomerações que acabam por acontecer mesmo em eventos de carreatas, mesmo diante dos esclarecimentos dos cientistas sobre os perigos e danos que esses eventos podem exercer na saúde pública.  

E a pergunta para os “universitários” permanece: como estaria o nível da pandemia de Covid-19 no Brasil se caso medidas de segurança e combate ao Coronavírus não tivesses sido tomadas?

O virologista, pesquisador e vice-diretor de Pesquisa e Inovação do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Felipe Naveca disse que o cenário da pandemia no país seria desastroso. “É difícil estimar um número de onde estaríamos exato, mas certamente a situação seria muito pior, a catástrofe seria muito pior. É só vê a questão de Araraquara, que realmente fez um lockdow quando viu os casos subirem por conta da P1 e eles conseguiram reduzir, drasticamente, o número de casos graves muito rapidamente. Então, as medidas que foram tomadas em diferentes níveis foram o que controlou para que a situação não se tornasse muito pior do que a que temos hoje”, disse o pesquisador.



Comprar armas e munições



Suporte via whatsapp!