Clube de Tiro esclarece prisão de associado flagrado com armas em União

A direção do Clube de Tiro Roncalli, situado no bairro da Serraria, em Maceió, emitiu uma nota de esclarecimento após um dos associados ter sido flagrado com duas pistolas dentro do seu carro e detido pela Polícia Rodoviária Federal (PFR) na noite de ontem (17/6).

Conforme repassado à imprensa pela assessoria de comunicação da PRF, o homem foi preso na BR-104, em União dos Palmares, pois durante a verificação no sistema, os policiais constataram que a guia para o transporte das armas estava vencida desde o último mês de maio.

Em nota, o Clube Roncalli disse que a prisão foi equivocada, tendo em vista que o decreto 10.030, de 30 de setembro de 2019, determina que o registro permanecerá válido até a decisão final sobre o processo de revalidação, desde que esta tenha sido solicitada no prazo estabelecido.

“Logo, como o atirador em questão protocolou sua revalidação antes do vencimento, deve ter sua documentação considerada válida”, pontuou a diretoria. Inclusive, consta no site da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) a informação sobre a prorrogação do vencimento dos registros.

Segundo a DFPC, a prorrogação levou em consideração a pandemia do novo coronavírus. E, por esse motivo, “todos os Certificados de Registros (CR) vencidos entre o período de 20 de março a 31 de outubro de 2021, continuem com sua vigência postergada até 31 de outubro deste ano”, diz o comunicado.

A direção do clube explicou que, “ao recebermos a ligação para atuar em uma emergência desse tipo de forma tardia, se dificulta nossa ação em face de que já se lavra flagrante, arbitra fiança e se apreendem as armas”, e que poderia ter evitado a condução do associado à delegacia, caso tivesse sido acionada com antecedência.

“Assim, esclarecido o assunto e enviada a legislação por WhatsApp, o atirador foi liberado sem a necessidade de nos deslocarmos a União dos Palmares”, finalizou em nota o Clube de Tiro Roncalli, que contou ainda com a ajuda do delegado e vereador de Maceió, Fábio Costa.

“Agradecemos também ao delegado Fábio Costa que se prontificou a esclarecer também a legislação a respeito da situação, em defesa do legítimo direito do atirador, informando estar disponível 24 horas por dia sem “medir esforços para ir até onde nosso associado esteja”.



Comprar armas e munições



Suporte via whatsapp!


Publicidade

Tabesa CDD Brasil